Como ganhar dinheiro e adequar seu negócio ao isolamento social
Escolha como quer aprender:

Conheça as medidas que podem ser adotadas para que sua empresa continue operando e faturando em tempos de coronavírus.

isolamento social é uma das medidas mais eficientes e necessárias para frear o avanço do coronavírus no país. Mas ele também traz algumas consequências ruins para as empresas.

Com menos pessoas nas ruas e restrições de funcionamento para muitas empresas, o movimento nos comércios e pequenos negócios tem caído bastante e a receita também.

Felizmente, existem algumas saídas para continuar atendendo os consumidores e faturando, mesmo durante o período de afastamento social.

Invista no delivery

O delivery está sendo uma das principais formas de restaurantes, cafeterias, supermercados e varejistas continuarem atendendo seus clientes à distância.

Os pedidos chegam de diversas formas: por telefone, aplicativos de mensagens instantâneas (como o WhatsApp), redes sociais, e apps específicos para delivery.

Enquanto os estabelecimentos estão com as portas fechadas, funcionários trabalham internamente para apurar os pedidos, produzir, separar, embalar e enviar as compras dos seus consumidores.

Dessa forma, mesmo sem atender em seus salões, muitos negócios estão conseguindo reduzir o prejuízo e evitar aglomerações.

Se o seu negócio for adotar esse modelo, porém, valem alguns cuidados:

  • Colaboradores devem lavar as mãos periodicamente;
  • Todos precisam usar luvas e máscaras no manuseio dos produtos e alimentos;
  • Sempre que possível, higienize ferramentas, equipamentos e embalagens com água, sabão ou álcool em gel.

Venda pela internet

Além do delivery – em que a entrega deve acontecer alguns minutos depois do pedido ser feito – também existem outras formas eficientes para vender pela internet durante a pandemia.

Se o seu negócio já dispõe de uma loja virtual, a hora de focar nas vendas online é agora!

E se não tem esse recurso, também existem plataformas de e-commerce que podem ser utilizadas para vender acessórios, roupas, produtos de higiene, itens de decoração e até mesmo serviços!

Para atuar no comércio eletrônico, lembre-se que você precisará de uma plataforma ou ferramenta para vender, de um meio de transporte para entregar (cujo frete deverá ser calculado separadamente do preço do produto) e também de uma boa embalagem.

Para este último item, tenha em mente que a embalagem deve proteger o seu produto e garantir a sua integridade no transporte, de forma que ele chegue intacto ao local de destino.

Foque na divulgação

Se não há possibilidade de o consumidor ver o que vai comprar com seus próprios olhos, é preciso caprichar na divulgação.

Imagens e vídeos são fundamentais para mostrar para o público o que o seu negócio tem a oferecer. Melhor ainda se vierem acompanhados de descrições detalhadas.

Se você tem uma lanchonete, por exemplo, capriche nas fotos dos seus lanches, detalhe quais são os ingredientes que eles levam e como são preparados para deixar o consumidor com água na boca!

Não esqueça também de divulgar tudo em suas redes sociais, enviar mensagens diretas para seus clientes fiéis e usar todas as plataformas de marketing que você tem à disposição.

É essencial que as pessoas saibam que você está operando!

Adote a pré-venda

A pré-venda é uma prática comum em alguns nichos do varejo e pode ser uma boa forma de adequar seu negócio ao isolamento social.

A ideia é que o consumidor compre algo hoje e receba no futuro. Esse esquema de reservas pode ser adotado por vários setores.

Se você percebeu que seu público não está interessado em comprar ovos de páscoa por enquanto, que tal vender vouchers para que eles encomendem e recebam os chocolates quando quiserem?

Se gerencia um restaurante, pode vender jantares especiais para casais que estão em casa, com a promessa de que vão desfrutar um momento especial quando a quarentena acabar.

Compartilhe conteúdo

Nesse momento, também é muito importante que as empresas pensem em formas de ajudar e fazer parte da vida dos brasileiros, mesmo à distância.

Uma maneira interessante de fazer isso é compartilhando conteúdo!

Muitas empresas têm feito lives (transmissões ao vivo), criado livros digitais e publicado conteúdo nas redes sociais para ajudar quem está enfrentando dificuldades durante o isolamento.

Talvez você possa compartilhar uma receita com seus clientes, fazer uma live ensinando como customizar roupas, ajudá-los com sugestões de músicas e filmes para relaxar...

Lembre-se que é possível criar laços e fortalecer relacionamentos, mesmo não estando juntos, fisicamente.

Não esqueça também que será importante ajustar suas finanças para esse momento delicado.

Para poupar, tente negociar com fornecedores e parceiros, adapte o volume de compras e produção para evitar desperdícios e, se for o caso, recorra a uma das linhas de crédito que estão sendo disponibilizadas por instituições financeiras neste momento.

O importante é ter resiliência, empatia e não desistir!

Não perca tempo! Peça já seu cartão!
Mais artigos para você
Subtítulo