Escolha como quer aprender:

Depois de mais de dois meses de portas fechadas, algumas cidades do país já estão iniciando a reabertura gradual do comércio. Com isso, certos segmentos poderão retomar as atividades presenciais.

Porém, para que isso aconteça, será necessário adaptar os ambientes e os protocolos de atendimento para minimizar as chances de contágio pelo coronavírus.

A seguir, vamos listar os principais pontos que devem ser adequados para uma reabertura mais segura.

Verifique as regras para seu setor e cidade

As orientações para retomada podem variar dependendo do setor em que você atua e da cidade em que está localizado. Por isso, uma boa forma de começar o planejamento é ler os decretos estaduais mais recentes, buscar informações junto à prefeitura e secretaria da saúde para verificar em quais regras seu negócio se encaixa.

Fazendo essa análise, você pode descobrir regras importantes, como qual horário deve abrir e fechar o estabelecimento, qual o volume máximo de pessoas que podem ser recebidas no local e outras diretrizes que precisam ser seguidas pelas empresas.

Diminua as despesas

Mesmo com a reabertura, os empresários ainda terão que lidar com alguns obstáculos que podem resultar em uma redução no faturamento, como a limitação de horário e o receio da população em voltar a frequentar o comércio.

Por isso, é interessante buscar formas de reduzir as despesas.

Nesse sentido, criar protocolos para racionar recursos como água, energia e internet; negociar com fornecedores, ou buscar outras empresas que ofereçam os mesmos serviços e produtos por preços mais baixos e enxugar o estoque são algumas formas eficientes de diminuir os custos do negócio.

Redobre a atenção com a limpeza

Criar e reforçar os protocolos de higienização será fundamental nessa nova etapa. Aumentar a frequência de limpeza de superfícies, ambientes e de qualquer objeto que possa ser tocado pelos funcionários e clientes é muito importante.

Álcool 70%, desinfetantes, água e sabão são elementos indispensáveis e que devem ser utilizados no chão, em balcões, máquinas de pagamento, entre outros.

Também será necessário disponibilizar álcool em gel para a higienização das mãos e manter o abastecimento de sabonete líquido sempre em dia nos lavatórios.

Organize escalas

Com o horário e demanda reduzidos, também pode ser necessário organizar o trabalho dos colaboradores em turnos e escalas.

Esse esquema deve ser criado de forma a montar equipes que tenham apenas os colaboradores essenciais em cada turno e maximizar a produtividade dentro do período liberado para a abertura.

Se essa mudança ocasionar uma redução da jornada de trabalho, também é importante ajustar a remuneração proporcionalmente. Essa prática emergencial deve seguir as indicações da Medida Provisória nº 936 e ser acordada com os funcionários.

Promova o distanciamento social

distanciamento social também vai fazer parte da rotina das empresas que voltarem a abrir neste período.

A distância de, no mínimo, um metro entre as pessoas deve ser aplicada nas filas do caixa, durante o atendimento e também entre os funcionários.

Para isso, uma boa ideia é fazer marcações no chão, indicando onde os clientes devem se posicionar, controlar a entrada e saída de consumidores para evitar aglomerações e colocar cartazes que lembrem da importância do distanciamento e outras medidas para evitar a propagação do vírus.

Reduza os pontos de contato

Diminuir os pontos de contato entre várias pessoas é uma ótima ideia nesse momento.

Algumas ideias são: retirar o cardápio de papel e colocá-lo em televisores, priorizar os pagamentos por cartão e QR Code e deixar as portas abertas, evitando que os clientes tenham que tocar nas maçanetas.

Outra recomendação é colocar barreiras de acrílico nos caixas e balcões, para que o consumidor não possa se aproximar muito dos funcionários ou dos produtos.

Treine os funcionários

Os colaboradores devem ser treinados sobre todos os protocolos adotados para a reabertura para que possam implementá-los corretamente e também orientar os consumidores.

Regras como trocar as máscaras a cada 3 ou 4 horas, usar os uniformes apenas dentro da empresa, não compartilhar itens pessoais e comunicar caso tenham algum sintoma de doença respiratória também devem ser pontuadas no treinamento.

O ideal é que as diretrizes sejam repassadas com frequência e novas regras sejam alinhadas com toda a equipe.

Comunique a reabertura

Com todos os procedimentos de limpeza e prevenção definidos e a equipe treinada, você pode divulgar a reabertura para os consumidores. Para isso, os melhores canais ainda são os digitais, como WhatsApp, Facebook e Instagram.

Além de comunicar que sua operação física está ativa, é essencial mostrar que o seu negócio está operando de acordo com todas as medidas de segurança e higiene.

Se tiver serviços de delivery, também cabe pedir que os consumidores priorizem esse tipo de atendimento para reduzir o fluxo de pessoas no estabelecimento.

Todas essas mudanças vão demandar um certo esforço por parte dos empreendedores e de suas equipes, mas serão fundamentais para uma retomada mais segura. Com dedicação e responsabilidade vamos superar essa fase!

Não perca tempo! Peça já seu cartão!
Mais artigos para você
Subtítulo